Bases para pele oleosa e/ou com acne

Para quem tem pele com acne, o ideal é usar bases livres de óleo. Algumas marcas já oferecem inclusive bases com ácido salicílico, que ajuda como um regularizador da oleosidade e também um anti-inflamatório potencial. A Clinique e a Neutrogena têm esse tipo de base. Ainda não achei elas aqui no Brasil, mas seus nomes são: Clinique Acne Solutions Liquid Makeup e Neutrogena SkinClearing Liquid Makeup. Elas são bases leves e cobrem bem, deixando a pele com toque seco (matte). A da Clinique custa $27,00 e a da Neutrogena $12,00.

Aqui no Brasil achei uma base da Asepxia, vendida em 3 tons, mas ela é grossa d+ e sua cor definitivamente não combinou com minha pele. Custou na farmácia R$27,00, mas eu não recomendo ela. A Dermage tem a Base Natural Lifting FPS 15, que além do ácido, tem fator de proteção leve (apesar do indicado para quem tem acne ser maior que FPS 30) e tem efeito lifting (firma a pele). Também é vendida em 3 tonalidades, mas essa eu nunca usei. O preço dela no site é de R$86,30.

No Brasil a Clinique e a Dermage possuem outras bases livres de óleo, mas que não contêm o ácido. Da Clinique temos a Anti-Blemish Solutions Liquid Makeup (R$150,00),  Stay Matte Oil-Free Makeup (R$120,00) e a Pore Refining Solutions Instant Perfecting Makeup (R$150,00). A Dermage conta com a Base Oil Free FPS 25, enriquecida com vitamina E (poderoso anti-oxidante, protege a pele contra os radicais livres) e tem o FPS um pouco mais alto (R$99,70).

Para quem tem muuuuita acne, o ideal é procurar pelos Pós Minerais com FPS 50. São Bons aliados nessa hora, principalmente para quem faz tratamento com ácidos.

ImagemImagem

ImagemImagemImagem

ImagemImagem

Resenha lápis ‘Perfect eyes waterproof eyeliner’ Too Faced

Recentemente adquiri novos lápis à minha coleção (nada pequena), quando à Feira Internacional de Los Angeles – a IMATS ( que por sinal eu deveria ter falado sobre e ainda não o fiz..rs),  e simplesmente estou amando!  As cores são lindas e vibrantes e a durabilidade é incrível. Porém, como todo lápis a prova d’água, é mais difícil de remover. O ideal é usá-lo como delineador, mas continua sendo macio suficiente para ser esfumado (pelo menos antes que seque por completo..rs), inclusive ele vem com uma ‘borrachinha’ na outra extremidade, para facilitar o processo. O preço dele é 18 dólares e não tenho certeza de onde possa ser encontrado no Brasil, que para variar, ainda falta chegar muitos produtos…

Comprei 4 cores: Um pretinho básico (sempre) – Perfect Black, um marrom escuro – Perfect Espresso, um azul elétrico – Perfect Peacock e um roxo com brilhinhos dourados – Perfect Purple.

Nas fotos eu fiz um traço normal e outro esfumado, para dar noção (clique nas fotos para ampliá-las)

Na ordem: Perfect Espresso, Perfect Purple, Perfect Peacock e Perfect Black

DSC00928 DSC00931

 

Cabelos Vermelhos

Então, resolvi pintar meu cabelo de vermelho sem a menor ideia de qual tinta comprar… na verdade, não sabia nem se usava tinta ou tonalizante…

Comprei o tonalizante Cult Red – Hard Color da Keraton. Depois fiquei pensando que seria melhor passar uma tinta permanente primeiro e quando começasse a desbotar, eu tacaria o tonalizante. Comprei então a tinta Kostume Kolor Crazy Color vermelha ( que também nunca tinha ouvido falar). No final, acabei pintando mais do que tinha planejado inicialmente e tive que misturar as 2 para completar.. hahahaha

Com relação a cor, eu simplesmente AMEI! É um vermelho puxado para o rosa (magenta). Eu vou comprar mais dessa kostume kolor para retocar em breve, pois onde passei o tonalizante, realmente já está saindo. Vou postar fotos do dia que pintei e 1 semana depois, lavando o cabelo todo dia, pois minha raiz é oleosa d++++. Estou achando a cor desbotada ainda bonita, não parece água de salsicha! Não tive problemas em manchar travesseiro, apenas a toalha do banho ficou um pouco. No banho sai um pouco da tinta a cada lavagem, mas acho que é normal, principalmente por eu ter usado o tonalizante…

Espero que gostem de como ficou, e para quem quiser comprar essa tinta, eu comprei no Centro da cidade na Rua Buenos Aires (não sei o número) por 15 reais se não me engano… para a quantidade de cabelo que pintei, teria que ser 2 tubos. Imagino que pro meu cabelo todo seriam 3 ou 4, pois essa tinta não mistura com água oxigenada e pega super bem em cabelos castanhos claros.

P.S.: Além de recém pintado, a foto do primeiro dia está mais saturada.

P.S.2: Reparem que uma parte ainda está bem vermelha e outra (que foi feita com tonalizante) já quase não tem nada..

NYX Eye Shadow Base HD

Olá!

Meio sem tempo de postar, mas com algum esforço estou aqui hoje.. hahaha

Chegou na Nyx Rio essa semana alguns produtinhos novos, dentre eles, um novo primer para os olhos, mas versão HD.

Agora: “O que ele tem de diferente?”

Bem, ele não é em creme denso como os de potinho, tampouco é branco. Esse novo primer é líquido e cor de pele. Após aplicá-lo, ele praticamente some na pálpebra e como qualquer base e corretivo líquidos, tem que tomar cuidado com os excessos e não deixar dobrinhas.

Resultado?

Eu testei e aprovei. Me maquiei lá no estande por volta das 16h e às 3h da manhã tirei as fotos que vou postar aqui. Simplesmente intacta a maquiagem! Nem as dobrinhas de leve rotineiras apareceram. Estou “in love” com ele.

Ele custa o mesmo preço do outro: R$ 67,00. E vale  muuuuuuuuuito apena!

Fica a dica de hoje!

Até o próximo post que nem eu sei quando conseguirei fazer.. hahaha

Beijos! =***

PS: não reparem na sobrancelha.. tá triste >.<

Resenha Base Clinique Superbalanced Makeup

Resolvi escrever uma resenha sobre a base Superbalanced da Clinique.

Para quem não conhece, é uma base super fluida (fácil de espalhar), que ajuda no controle da oleosidade e ao mesmo tempo hidrata a pele. É resistente à água e tem cobertura média, que deixa um aspecto natural. Tem uma diversidade de cores boa, desde a mais branquinha até a mais escura. E, o mais importante, a duração dela é muito boa! Você pode ir para a noite sem medo que ela segura bem. Essa base é uma das minhas preferidas. Totalmente sem fragrância, hipoalergênica e obviamente, livre de óleo. O preço dela é razoável – na Sacks está saindo por R$112,00 e na Strawberry por R$88,00.

Vou deixar duas fotos que tirei de uma amiga usando a base (32 breeze). A primeira a base está só na metade do rosto e a segunda está completa.

Espero que tenham gostado! ;*

Anos 20

Com a 1ª Guerra Mundial, o comportamento europeu se transformou. As mulheres tiveram de ir trabalhar e largar seus espartilhos apertados, substituindo-os por roupas mais soltas. Nada de saias longas. O comprimento ficava logo abaixo da altura dos joelhos. A cintura desce, parando nos quadris, escondendo as curvas feminina. Os cabelos ficam mais curtos e simples. O penteado Chanel ganhou força e foi usado durante anos por uma atriz chamada Louise Brooks, porém seus papéis sempre foram de mulheres morenas e rebeldes, com os olhos carregados de rímel, que enfeitiçavam os homens. As “purinhas” ainda eram as loiras de cabelos longos e ares angelicais. O estilo de chapéu era o cloche (uma espécie de boina que cobria toda a cabeça) e a noite os cabelos eram grudados à cabeça com gomalina e enfeitados com uma fita que rodeava a testa com uma pluma no alto. Uma mecha de cabelo em formato de vírgula colado à testa era frequentemente usado (chamado de pega-rapaz).

A maquiagem consistia em ruge, batom, rímel e pó e somente à noite. Os lábios eram pintados em feitio de coração, eliminando suas linhas naturais. O ruge era usado com certo exagero e as sombras eram negras, escurecendo os olhos carregados de rímel.

O Atelier de Max Factor contribuiu muito para o avanço da maquiagem e transformá-la no que é hoje. Peruqueiro, químico e maquiador, Max Factor era o mago das atrizes. Criou pós com cores mais naturais para a pele, criando harmonia na maquiagem. Foi responsável também pelos finíssimos cílios postiços, que encorpavam os cílios naturais das divas da época, criando um olhar ainda mais sedutor. As atrizes querendo levar o glamour dos palcos para casa, acabavam roubando alguns desses produtos, levando-o a comercializá-los em seu atelier. A partir desse momento, as mulheres “comuns” tiveram acesso aos famosos produtos milagrosos dos cinemas, que tanto admiravam, criando assim uma nova era para a maquiagem.

Linha Nyx HD Studio

Olá meninas!

Então, já conhecem a linha HD da Nyx? Eu testei e aprovei! Muito boa mesmo!

A linha é composta por primer, corretivo, base, pó solto, pó/base compacto e blush solto. A maquiagem HD, como o próprio nome já diz, é de alta definição (High Definition), ou seja, sua tecnologia foi desenvolvida para que mesmo com uma câmera que filma/ fotografa até os poros da pessoa, a pele fique perfeita. Para conseguir esse efeito, a linha conta com difusores óticos. É enriquecida com minerais e é livre de talco, ou seja, não fecha os poros e livre de parabeno, que diminui a possibilidade de alergias.

Hoje conheceremos um pouco melhor o primer:

O primer é branco, cobrindo com perfeição a pele, diminuindo poros dilatados, aparência de linhas finas, suavizando eventuais manchinhas e dando uma cobertura matte à pele (deixa sedosa e sem brilho!). E além disso tudo, faz a sua make durar muuuuito mais tempo!

Ele deve ser usado após a limpeza/ tonificação da pele e do hidratante/protetor solar de costume. Logicamente, antes da base. ;D

Atenção na quantidade de produto! O rosto não deve ficar muito branco e sim ligeiramente esbranquiçado. Não gaste produto demais sem necessidade!

Livro: História da Maquiagem, da cosmética e do penteado

Olá!

Hoje resolvi falar sobre um livro que acho super legal para quem tem curiosidade sobre o mundo da maquiagem. História da maquiagem, da cosmética e do penteado – Em busca da perfeição é um livro que conta essa “jornada” desde a pré-história até a atualidade, com ilustrações e relatos das transformações através do tempo. É possível descobrimos as origens, os primeiros objetivos dessa prática, os conceitos de beleza em diferentes épocas e castas sociais, os cuidados com os cabelos e como os penteados foram mudando de forma, volume e cor de acordo com os usos e costumes de cada período histórico. Passamos a entender que “muitos ritos de embelezamento nem sempre tiveram esse “glamour”, e que alguns hábitos diários de cuidados com a beleza surgiram com outros propósitos: proteção às adversidades da natureza, proibição de poderes políticos, religiosos e financeiros.” Foi escrito pela autora: Ana Carlota R. Vita.

É de fácil leitura e tem só 157 páginas. Muito interessante! Vale a pena conferir!

O preço dele varia de R$35,00 à R$38,00.

Corretivos

Olá!!!

Hoje vou fazer um post sobre corretivos. Todo mundo conhece os corretivos cor de pele, mas sabe como encontrar sua cor??

Pois é, canso de ver meninas por ai parecendo um panda invertido, com “olheiras” brancas, isso por que algumas pessoas pensam que o corretivo tem que ser mais claro que o tom da sua pele. Errado! O corretivo tem que ser NA COR do sua pele. Se não cobrir como deve, é porque só o cor de pele não é suficiente. Entram na brincadeira os corretivos coloridos. Conhecem?

Bom, para aquelas que não conhecem, vou apresentar os mais comuns.

Nosso queridíssimo corretivo amarelo serve para  aquelas olheiras profundas arroxeadas.

O corretivo verde, serve para as manchas avermelhadas, como espinhas, vasinhos, aquele vermelhinho que algumas pessoas têm em baixo dos olhos, etc.

O corretivo lilás esconde manchas amareladas, como espinhas com pus ou manchas amarronzadas.

O corretivo laranja serve para manchas esbranquiçadas, como as do vitiligo.

Isso funciona de acordo com o círculo cromático, onde cores opostas se neutralizam. Na pintura, daria cinza. Em nós, disfarça as imperfeições, rs.

Mas lembrem-se sempre de usar o corretivo cor de pele por cima!

Para quem se interessar em comprar, conheço algumas marcas que têm alguns desses corretivos. Não sei dizer quais são boas, pois não usei todas. Avon está com um estojinho, mas não tem verde. Eu achei a cobertura legal, mas na embalagem tem indicações de uso que considero totalmente errada. A  Contem 1g tem verde, amarelo e lilás, que eu pessoalmente não gostei muito. Catarine Hill tem todas as cores se não me engano. A cobertura é boa, um pouco oleosa e é meio carinha. A Dermage tem algumas cores também. Eu gosto muito do bastãozinho deles, apesar de ser o olho da cara =p. A Tracta e a Jequiti também tem, mas esses eu nunca usei.

 

Bom, se alguém conhecer mais algum, deixa ai no comentário!

Até o próximo post! =*

 

Pincéis para todas

Olá!

Estava vendo uns vídeos de maquiagem pela internet e andei reparando que muitas pessoas não tem muita noção de uso dos pincéis. A maioria dos pincéis foram criados para alguma resignação específica, o que não quer dizer que você realmente tenha que segui-la. Eu diria que são na verdade sugestões, mas cabe a cada uma definir o papel de cada pincel no seu estojo. Sua maior serventia é de acabamento da maquiagem – fazer uma make com pincel fica muito mais bonita e profissional. Eles ajudam a esfumar, delinear, enfim… deixar a pele perfeita. Vale a pena investir em bons pincéis.

Dito isso, vou fazer uma listagem com alguns pincéis que uso para dar “uma luz” àquelas que não sabem nem por onde começar.

Alguns para o rosto:

Pincel para corretivo – é pequeno suficiente para passar nos cantinhos, dando precisão na hora de espalhar. As cerdas são sintéticas, ideias para passar produtos líquidos e cremosos. (Representado na foto, pincel nº F75 – Sigma).

 

 

Pincel para base – Maior e mais denso que o de corretivo. As cerdas também são sintéticas, podendo ou não serem assimétricas (como na foto) – alguns são retos. Esse pincel só funciona com bases líquidas e cremosas, preferencialmente as cremosas. As bases em pó necessitam de um pincel de cerdas naturais fofo, como o de pó solto/compacto. (Representado na foto, pincel nº F60 – Sigma).

Pincel Duo Fibre – Pincel polêmico. Eu gosto de usá-lo para acabamento da base líquida, pois ele tira as linhas que ficam do pincel anterior. Como o próprio nome diz, ele possui duas fibras (sintética e natural) e é do tipo “fofo”.  Algumas pessoas utilizam ele para passar a própria base, não só como acabamento. Outras usam para passar iluminadores e pós minerais. Enfim, cada uma usa como acha melhor. P.S.: Ele deve ser sempre passado com movimentos circulares. (Representado na foto, pincel nº F50 – Sigma).

Pincel para pó compacto/solto – é o mais denso dos pincéis, com pelo natural. Espalha uniformemente o pó, com aparência natural (o que a esponja não consegue fazer). (Representado na foto, pincel nº F30 – Sigma).

 

 

 Pincel de blush angular – Mesma densidade dos pincéis de blush tradicionais, mas por ter esse formato angular, ele é ideal para marcar o blush e contornos sem errar (pelo menos eu prefiro). As cerdas são naturais, pois os sintéticos não espalham bem a textura de pó. Obs: se seu blush for em creme ou líquido, não use este pincel. (Representado na foto, pincel nº F40- Sigma).

 

 

 

Continua no próximo post….

Entradas Mais Antigas Anteriores

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 66 outros seguidores

Blogs que sigo

Buenos Aires Para Todos

Crônicas da Reina del Plata

Jirka's Blog

my academic blog for my graphic design course at the Arts University College at Bournemouth 2009-2012. © Jirka Väätäinen www.jirkavinse.com

Polish You Pretty

Blog sobre moda e beleza

The Life Styled

Where life and fashion go hand in hand.

%d blogueiros gostam disto: